quarta-feira, 4 de junho de 2014

PERFIL DO PROFISSIONAL DE FACILITIES MANAGEMENT

Estudo traça perfil do profissional da área de Facilities Management
26-06-2012

A Talen Eventos aproveitou a realização do 9º Congresso Infra de Gestão de Facilities, realizado no mês de abril último, para traçar o perfil profissional dos executivos da área de Facilities Management ou Gerenciamento de Facilidades. A empresa entrevistou mais de 100 congressistas e, esta semana, concluiu a interpretação dos dados do levantamento.
O profissional de Facility Management, em resumo, é o responsável direto pelo “funcionamento” de um edifício comercial, que pode ser desde um prédio de escritórios até um shopping center, de um hospital a um hipermercado.
Em linhas gerais, cabe a ele traçar um planejamento estratégico focalizado, por exemplo, no conjunto de produtos e serviços necessários ao dia a dia de cada empreendimento: contratação da limpeza e da segurança terceirizadas; viabilização e aquisição de recursos de infraestrutura e tecnologia em telecomunicações, dados, voz e imagem.
Como pré-requisitos básicos, capazes de atender às exigências do mercado nos dias de hoje, o gestor de facilities tem de apresentar boa formação acadêmica, domínio de língua estrangeira e conhecimentos atrelados aos ‘produtos’ imobiliários gerados pela indústria imobiliária, além de dominar conceitos básicos de engenharia acerca de infraestrutura predial e condominial.
“Esse profissional está em alta no Brasil, sobretudo com o amadurecimento e a consolidação do mercado de edifícios comerciais de médio e grande porte - segmento também chamado de ‘Real Estate’ -, movimento capitaneado pelas maiores incorporadoras e construtoras atuantes no País”, ressalta Léa Lobo, diretora da Talen e especialista em Gestão de Facilities.
Segundo especialistas, o mercado de Facility Management impulsiona anualmente, no Brasil, uma movimentação da ordem de R$ 240 bilhões, envolvendo a contratação de profissionais, serviços terceirizados, aquisição de equipamentos e de sistemas prediais, além de outros produtos.
Contratam profissionais e serviços de Facilities Management, por exemplo, as grandes incorporadoras e construtoras de empreendimentos comerciais, como Tishman Speyer e Cyrela Brazil Realty. Os profissionais da área também ocupam postos-chave nas maiores corporações industriais, principalmente nas que mantêm diversas unidades operacionais – a Vale e a Petrobras constituem exemplos ilustrativos.
De acordo com Léa, há, ainda, as empresas especializadas na prestação de serviços de gestão condominial, como as americanas CB Richard Ellis, Cushman & Wakefield e Hines e a anglo-americana Jones Lang LaSalle.

Confira a seguir alguns dados da pesquisa:

Para 23%, média salarial mensal supera R$ 15 mil
Quase 45% dos profissionais de Facilities Management têm ganhos entre R$ 10 mil e R$ 15 mil; 46% dos entrevistados revelam planos com vistas à sustentabilidade dos empreendimentos

Idades
- 34% têm entre 25 e 34 anos de idade
- 33% mais de 50 anos.



Posição hierárquica

- 30% respondem diretamente à presidência ou vice-presidência
- 22% à diretoria de RH ou Administrativa
- 15% ao nível gerencial das empresas.



Valorização do trabalho

- 66% sentem-se reconhecidos pela alta direção



Patrimônio sob gerenciamento

- 33% gerenciam portfólio imobiliário superior a 15 empreendimentos ou propriedades
- 67% gerenciam acima de 15 mil m²
- 21% administram mais de 50 contratos
- 30% entre 21 e 50 contratos.

Remuneração
- 23% recebem acima de R$ 15 mil mensais
- 19% entre R$ 10 mil e R$ 15 mil
- 18% entre R$ 5 mil e R$ 7 mil.



Nenhum comentário:

Postar um comentário